17
05
20

Listamos 10 matérias que mostram como coreanos lutam contra a homofobia / LGBTQfobia em seu país – 17 de maio é o Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia. Essa uma data de muita representatividade para a população lésbica, gay, bissexual, travesti, transexual e transgênero. Aqui na K4US nós apoiamos e damos visibilidade para a comunidade LGBTQ+ durante o ano todo.

Acima de tudo, queremos no dia de hoje relembrar vocês como alguns coreanos lutam contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia por meio de pautas extremamente importantes abordadas aqui no site, que colaboram para dar voz a comunidade Queer. Precisamos fazer essas pessoas serem lidas, de novo, de novo e de novo, até todos entenderem suas mensagens!

Além disso, ao longo da nossa jornada na luta contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, já entrevistamos desde celebridades assumidas, até pessoas comuns que lutam contra o sistema e o preconceito na Coreia do Sul. Mesmo sendo um país tão distante de nós, saber como essas pessoas atuam em suas respectivas realidades sociais, numa cultura tão diferente da nossa (e muitas vezes no meio do entretenimento) é tão importante de modo que os fãs aqui no Brasil se sintam acolhidos e representados.

Eles lutam lá na Coreia, e por aqui reconhecemos seus esforços e damos apoio, ao mesmo tempo que não esquecemos da luta dos próprios brasileiros. Estamos todos juntos nessa!

Confira essa lista de 10 matérias K4US que mostram a realidade da comunidade LGBTQ+ na Coreia do Sul e como coreanos lutam contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia.

Clique nos títulos das matérias para lê-las.

 

1. ENTREVISTA: A COMUNIDADE LGBTQ+ SUL-COREANA PELOS OLHOS DO CASAL EMOXSEMO

Entrevista com o casal de youtubers EMOxSEMO, que dividem com os mais de 30 mil inscritos do seu canal como é a vivência delas na comunidade LGBTQ+ coreana. “Não somos erradas, apenas diferentes dos outros”. Ao passo que elas explicam como é sua relação com a família, falam sobre a abertura da sociedade na Coreia do Sul para as minorias e como elas lidam com o preconceito.

 

2. REVIEW: HELLO DRACULA

Aos amantes de k-dramas, resenhamos o mais novo trabalho de Seohyun (SNSD) onde ela interpreta uma mulher lésbica que decide encarar sua realidade. O drama trata sobre traumas, preconceito, e relacionamento familiar de sua personagem. Um dorama de 2 episódios que deu visibilidade para a comunidade queer coreana, todavia, nos ajuda a fazer uma comparação com a realidade no Brasil.

 

3. K-POP EM PERSPECTIVA: A EXPERIÊNCIA DE QUEM JÁ FOI DA INDÚSTRIA

A matéria relata a experiencia de idols e ex-idols dentro da industria do entretenimento do kpop. Nesse ínterim, a idol Jiae (ex-WA$$UP e agora solista) comenta sobre como se descobriu uma mulher bissexual e como foi turva sua interpretação sendo uma idol controlada pela empresa e pela mídia. Ela ainda conta sobre como se revelou ao mundo e como se sente atualmente após se assumir como membro da comunidade LGBTQ+.

 

4. O SURGIMENTO DA CENA KIKI NA COREIA

Relatamos como funciona a cena Kiki na Coreia e entrevistamos dançarinos, ativistas e dragqueens que se dedicam a arte que fortaleceu a comunidade LGBTQ+ durante os anos 80, assim como os espaços de resistência crescem e se desenvolvem atualmente na Coreia do Sul.

 

5. ENTREVISTA: CASAL DE COREANAS RESISTE E CELEBRA CASAMENTO

Em entrevista, o casal lésbico conversou com a K4US sobre como é oficializar sua união na Coreia, um país onde casamentos LGBTQ+ não tem reconhecimento legal. Dessa forma, elas expressam o que sentem com relação ao seu ato de luta e coragem, e ainda falaram sobre a politica conservadora do país.

 

6. ENTREVISTA: VIVÊNCIA NÃO-BINÁRIA NA COREIA DO SUL

Hayden conversou com a K4US, dividindo um pouco da vivência de uma pessoa não-binária e coreana-americana na Coreia do Sul. Como resultado, explicou um pouco de seu processo sobre como entendeu que fazia parte da Comunidade Queer, além de falar um pouco sobre sua produção de conteúdo sobre não-binários e educação sexual.

 

7. O ARCO-ÍRIS NAS RUAS DE SEUL: PARADA QUEER 2019

A K4US conversou com participantes da 20ª edição do Seoul Queer Culture Festival, realizado no dia 1º de junho. O evento reuniu mais de 60 mil pessoas em celebração a diversidade e luta por direitos. Mostramos como a comunidade cresceu nos últimos anos e bem como os kpoppers apoiaram e estiveram inseridos no evento.

 

8. CONHEÇA O FAMERZ: GRUPO SUL-COREANO DE GAMERS FEMINISTAS

A night dedicated to queer gamers by FAMERZ

Em um país considerado um dos maiores mercados de games do mundo, 40% dos jogadores são mulheres. Apesar disso, elas ainda precisam lutar para serem aceitas na comunidade e o FAMERZ é prova disso, um grupo de gamers feministas e que apoiam a causa LGBTQ. Ainda nessa matéria, por exemplo, citamos o League Of Divas, grupo de jogadoras brasileiras que buscam reunir mulheres e a comunidade LGBTQ+ para compor times profissionais e lutar contra o comportamento tóxico dentro da comunidade gamer.

 

9. SLEEQ E JERRY.K: FEMINISMO NO K-HIP HOP

Sleeq, que em Maio de 2020 ganhou notoriedade no programa Good Girl da Mnet, em 2018 concedeu uma entrevista a K4US após bater de frente com San.E em uma diss, após o cara ter feito uma musica machista. A rapper é feminista e defensora da comunidade LGBTQ+. Luta pelos direitos humanos, reconhecimento e representatividade. Bate de frente não só com rappers machistas e misóginos, mas bate de frente contra o preconceito também.

 

10. REPRESENTAÇÃO DA HOMOSSEXUALIDADE NA MÍDIA

Uma sequencia de 3 textos: Parte 1, Parte 2 e Parte 3 

A primeira parte mostra como a comunidade LGBTQ foi representada nos doramas até 2018. A segunda parte, relata como é essa representatividade nas telas do cinema. Por fim, a terceira disserta sobre como a comunidade queer é apresentada nas músicas coreanas, para complementar a leitura, ainda indicamos a matéria TENNY: DE 70 A 1 MILHÃO DE VIEWS EM UM MÊS, uma entrevista e debate sobre o MV 159cm, que mostra um casal de meninas lésbicas que ganhou o mundo pela sua representatividade.


Essa foi a forma que encontramos de te mostrar como alguns coreanos lutam contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia. em seu país. Nos ajude a fazer com que a voz dessas pessoas anonimas e celebridades seja ouvida e se junte a nós na luta contra a lgbtqfobia! Não só hoje, mas o ano todo! Seu apoio, mesmo que não seja parte da comunidade LGBTQ+, faz toda diferença na hora de conquistarmos direitos e respeito a todas as pessoas, independente de gênero e orientação sexual.

Não lutamos só hoje, mas todos os dias! Estamos juntos!

compartilhe este post:
K4US
Postado por
K4US
K4US - Korea For Us. Um portal de opinião e entretenimento, alimentado por um time pesado de kpoppers e dorameirxs, dispostxs a falarem abertamente sobre vários aspectos da cultura coreana.
Arquivado em: Daebaklist, Opinião