Tudo o que você precisa saber sobre Lee Hi – Já ouviu as músicas da Lee Hi, mas quer conhecê-la melhor e entrar para o fandom e não sabe como? Nós, da Lee Hi Brazil, te ajudamos! Vem conferir a trajetória da rainha do k-soul e Adele coreana.

 

DO ANONIMATO AO DEBUT

Para você que nunca ouviu falar na Lee Hi, iremos te apresentar ela da forma mais descontraída e informativa possível, com objetivo de te fazer cair de amores por ela desde o primeiro instante.

A história da Monster Rookie, como era frequentemente chamada, começou em 2012 com o programa de sobrevivência K-Pop Star, onde foi uma das participantes. Ela deixou sua marca no programa e sua trajetória dentro dele foi enorme, chegando a ser a vice campeã e, logo após, sendo contratada pela YG Entertainment.

Abaixo você encontra um dos seus stages no K-Pop Star, onde ela prova todo o seu talento:

Todas as performances dela dentro do K-Pop Star foram icônicas e memoráveis, deixaremos abaixo uma playlist com as músicas que ela cantou em stages do programa.

Falando da carreira dentro da YG, inicialmente era para ela ter feito sua estreia como membro de um grupo feminino de K-Pop (SuPearls), porém não se sabe ao certo o que ocorreu e ela acabou sendo escalada apenas como solista.

No entanto, antes de ter seu debut oficial, ela colaborou com Epik High na canção “It’s Cold”, em outubro de 2012 e então, após 3 semanas, foi anunciado seu debut.

Com o single 1, 2, 3, 4, ela estreou na Coreia e foi muito bem recebida, pois seu single emplacou nos charts da GAON por semanas (daí vem o apelido de Monster Rookie). Já o seu segundo single, que foi escrito pelo JYP e intitulado Scarecrow, foi originalmente feito para Park Bom, mas acabou sendo repassado para a Lee Hi.

Abaixo você encontra o MV de 1,2,3,4.

Em 2 de Março de 2013, a YG Entertainment anunciou, finalmente, seu álbum de estreia intitulado First Love, ele foi dividido em duas partes, lançando a primeira parte no dia 7 de março e a segunda parte no dia 28 do mesmo mês, totalizando 10 faixas inclusas, sendo It’s Over e Rose (que inclusive foi a primeira música em que ela foi vocal e rapper) as faixas títulos.

Stage de Rose, em colaboração com CL (2NE1):

Sua primeira sub-unit foi B&H (Bom&Hi), que foi divulgada em dezembro de 2013 pela YGE. O duo lançou um cover de All I Want For Christmas Is You, da Mariah Carey, em 20 de dezembro e essa não foi a única unit em que a Hayi participou. A segunda, HiSuhyun, com a membro do dueto Akdong Musician (AKMU), também da YG, lançou o single denominado It’s Different, em colaboração com Bobby do iKON em 2014.

Após três anos em hiatus, foi anunciado que seu segundo álbum seria lançado sob o nome da empresa do Tablo, a HIGHGRND. Como foi feito com o First Love, seu álbum de retorno, Seoulite, foi dividido em duas partes (Day e Night), a primeira parte contou com dois MV’s, Breathe, que foi escrita pelo Jonghyun do SHINee, e Hold My Hand. Em 6 de Abril, foi divulgada a tracklist completa do álbum, sendo lançado inteiro no dia 20 do mesmo mês.

Quer ouvir um pouco do melhor álbum dela? Abaixo anexamos o stage de Hold My Hand:

As colaborações com o Epik High não pararam por aí, Lee Hi lançou Can You Hear My Heart para a trilha sonora do dorama Moon Lovers: Scarlet Heart Ryeo e gravou o solo My Love também para o drama coreano.

Em épocas em que não havia nada que pudesse “alimentar” o fandom sedento por um comeback dela, Code Kunst salvou os fãs com a primeira de três collabs que viriam e foi intitulada X, parte de seu álbum Muggle’s Mansion.

Posteriormente, ainda em 2017, foi convidada por Dok2 a participar de seu álbum, com a música On&On. Ainda nesse ano, ela esteve presente no álbum do Epik High novamente, com a música Here Come The Regrets, lançada em outubro.

Em março de 2018, seu primeiro álbum japonês foi lançado e uma turnê foi feita no mesmo ano.

Já em 2019, o seu comeback estava mais próximo do que imaginávamos. Em 30 de maio foram lançados os primeiros teasers de sua nova música, intitulada No One, uma colaboração com B.I, membro do iKON e que logo após faria parte do EP 24°C (24 Degrees). O álbum conta com a faixas escritas e produzidas pela Lee Hi.

Abaixo você encontra o MV de No One. Vale a pena assistir, é um estilo diferente das músicas que ela faz normalmente e ficou super legal:

Houve, também, outra collab com Code Kunst, intitulado XI.

Em dezembro de 2020, por meio de um post no Instagram onde ela deu a notícia aos fãs, veio a informação de que ela sairia da YG Entertainment,. Seu contrato exclusivo havia acabado e ela estaria deixando a empresa depois de 7 anos dentro da YG Family.

Mas notícias boas ainda chegavam: em abril deste ano, o cantor e compositor Code Kunst lançou seu álbum People e nele continha um feat e mais uma música da saga X com a Hayi. ‘O’ e Xii foram lançados junto ao álbum e foram também produzidos com a ajuda da Lee Hi.

Além disso, Lee Hi vem dando vários sinais de que quer voltar a ativa agora que está livre da empresa antiga, e revelou, ainda, que está a procura de uma agência para assinar (e haviam muitos rumores envolvendo o nome da empresa da Sunmi e da AOMG), mas nada foi confirmado. Seu mais recente spoiler foi em um Q&A no Instagram onde perguntaram sobre seu novo álbum e ela respondeu:

 

A ESSÊNCIA LONGE DOS PADRÕES

Afinal, quem é ela?

Lee HaYi (ou como seu nome artístico, Lee Hi) é uma solista coreana, nascida em Bucheon, na Coreia do Sul. Completou 24 anos no dia 23 de setembro e é da 95 line.

Toda a sua trajetória de carreira foi explanada no tópico acima, mas aqui vamos falar sobre sua personalidade e como ela pôde se destacar entre tantas na indústria musical coreana.

Você pode facilmente se identificar com a Lee Hi, ela foge dos estereótipos de k-idols que estão presentes na indústria. Ela é o tipo de pessoa que, por exemplo, acredita que você pode comer algo que caiu no chão antes de 5 segundos e isso é comprovado no Weekly Idol que ela participou. Cheque o vídeo abaixo.

Ela também ama fazer pulseiras e presilhas de miçangas e usou esse hobby na época de seu hiatus para aliviar os pensamentos ruins que ela tinha por conta desse período (isto será explicado nos próximos tópicos), mas, continuando, ela ama My Little Pony e borboletas, e não é do tipo que sabe o que está na moda hoje em dia e prefere escutar músicas antigas, jazz e soul.

Não há nada que ela não saiba fazer: canta, faz rap, toca piano, dança, desenha, costura, produz, compõe, arranja.

Ela é uma pessoa excêntrica, faz o que deseja, e isso se espelha em suas músicas.

 

CURIOSIDADES

➫ Ama My Little Pony;
➫ Era muito rebelde quando mais nova, não seguia regras e apenas “acalmou” quando se encontrou musicalmente (você pode ver mais sobre esse relato acessando a entrevista traduzida pela Lee Hi Brazil no próximo tópico);
➫ Só consegue compor com base em algo que já sentiu, portanto as músicas que ela escreve são todas sobre vivências próprias;
➫ Não sabe de nada que está na moda hoje em dia, vive no passado e ama um jazz;
➫ Passou maquiagem nos braços na época do debut para parecer mais nova pois foi duramente criticada em sua audição por estar fora dos padrões;
➫ É chamada de Adele coreana por conta da sua voz;
➫ Foi a little monster rookie no ano do debut;
➫ Seu nome tem um significado único: Ha (하) que significa ‘por muito tempo’ e Yi (이) ‘felicidade’, ou seja, seu pai a deu esse nome com o significado de estar cheio de felicidades por um longo tempo;
➫ Ama unicórnios, coisas femininas e chiques, borboletas, doces e caranguejo marinado de sua mãe;
➫ É muito próxima da Suhyun (AKMU), são melhores amigas. Também tem amizade com outros idols, como as meninas do 2NE1, Jimie (que participou do K-Pop Star consigo), Code Kunst, Tablo, Marshall (seu melhor amigo e cantor também);
➫ Foi a única artista a alcançar 1 milhão de vendas digitais na YG em 2016.

 

UMA VIDEOGRAFIA DIFERENTE

Poderíamos anexar MVs e stages que não acabam, mas decidimos deixar aqueles vídeos que são incomuns e podem fazer você conhecer mais da Hayi.

Funny moments (momentos engraçados) que provam que ela é doidinha:

Um edit fofo da fanbase para vocês amarem ela ainda mais:

 

ASSUNTO “PROIBIDO”

Talvez você se assuste lendo esse título, mas relaxa, pois é uma ironia sobre o que iremos explicar a seguir.

Quando falamos da Lee Hi, as reações são genericamente as mesmas e as perguntas também. São sempre “ah, é aquela menina da YG que sofreu descaso”. Sim, mas ela não se resume a isso, e apesar de saber que faz parte da trajetória dela, muitas vezes satura o mesmo assunto e, em muitos casos, somente para ganhar fama em cima dela.

E então, quer entender o que foi que a YG fez à ela? Nós te explicamos.

Quando escolheu a empresa, diante dos produtores no K-Pop Star, Lee Hi quis a YGE pois eles produziam o tipo de música que ela gostava na época. No entanto, não foram bons tempos nem mesmo no debut. Ela foi duramente criticada pela sua aparência, apesar de estar subindo cada vez mais nos charts.

As promoções de seus comebacks nunca foram decentes, ela passou 7 anos na empresa e só produziu 3 álbuns e, colocando em perspectiva dentro do cenário da indústria do kpop, isso é o que um artista na ativa atualmente produz em somente 1 ano e meio, no mínimo.

Um exemplo de descaso é o fato de que seu primeiro álbum, o Seoulite, demorou 3 anos para ser lançado e não contou com a produção sob o nome da YGE, mas sim da empresa de Tablo, que a ajudou a produzir o álbum e seus preparativos. Sua empresa simplesmente a mandava para o exterior e dizia para que produzisse lá e após isso, voltasse.

HiSuhyun, que era uma unit que tinha tudo para dar certo, foi descartada no primeiro momento, tendo somente um single para guardar de recordação dos bons tempos. O mesmo foi com Bom&Hi, que tiveram somente um cover e MV do mesmo.

Fica bastante evidente, então, que a YG nunca a tratou do jeito que deveria, sem a promover de forma ideal para que ela se tornasse ainda mais popular.

Durante seu hiatus, em 2018, ela participou do JYP Party e lá contou, chorando, que se sentia mal por não poder fazer a coisa que mais amava: cantar. Isto gerou uma onda de ódio sobre o Yang, que prometeu 2 comebacks para ela em seguida. Nada foi lançado, foram esperanças bobas.

Ela nunca teve sequer um concerto na coreia, nem um fansign e muito menos uma live de comeback, como é comum de artistas fazerem.  Quando fez uma parceria com a MAC, em 2017, a YGE não fez nada para ajudar nas promoções da colaboração e mesmo assim esgotaram os produtos em seu nome. Eles nunca fizeram o mínimo por ela.

Code Kunst sempre a trouxe de volta para cantar em seus álbuns e alimentaram o fandom. No entanto, X e XI eram duas músicas que estariam no 24°C, seu álbum de retorno, mas a empresa negou e descartou a possibilidade. Eles queriam manter a imagem de garota doce que implantaram desde o debut, a impedindo de lançar músicas mais maduras e de outros estilos.

Em abril de 2020, o SINXITY, ex funcionário da YGE, postou conceitos de fotos inéditas dela onde constava um photoshoot para seu mini álbum, Hotel Chateau Adore, que nunca foi lançado, pois a empresa o descartou (a novidade?).

Você pode checar os detalhes abaixo:

Quando ela finalmente se livrou da empresa, foi a maior vitória do fandom e esperamos que o caminho dela agora seja próspero e cheio de felicidades, como seu nome diz.

 

 A LEE HI BRAZIL E SEU TRABALHO

Nossa fanbase nasceu com o intuito de informar e trazer mais pessoas ao fandom da Lee Hi, sempre buscando melhorar nossas fontes e conteúdos. Apesar de sermos rookies ainda, com nem um ano de fanbase e nem termos todo o conteúdo de antes da criação da fanbase para mostrar a vocês, temos as melhores intenções e estamos sempre dispostos a espalhar o nome da nossa princesa.

Se você quer entrar no fandom ou somente acompanhar ela, segue a @leehibrazil que nós iremos te informar diariamente sobre a Hayi e, com esperança, te ajudar a entrar pro fandom!

Para ajudar você que quer saber mais sobre a garota prodígio, temos alguns links para te guiar nessa missão. Segue aí:

Entrevistas com a Lee Hi traduzida pela @leehibrazil:

Compilado de photoshoots:

LEE HI NAS REDES SOCIAIS

Vamos te ajudar com os perfis da Lee Hi nas redes sociais, sendo elas:

TwitterInstagramYouTube


Esse artigo foi escrito por Nathaly, dona da fanbase Lee Hi Brazil , como autora convidada para o projeto Fala Fandom!