14
07
19

Convidamos a dupla do Hato Poppo Studio para uma entrevista colorida sobre K-Pop e Ilustrações!

Olá K4óticos!

O K-Pop sempre ajudou a nos expressar de diversas formas, e soltar a criatividade desenhando é uma delas. Até personagens originais surgem da união do K-Pop com a Ilustração! Com isso em mente, convidamos com todo amor e carinho o Nori (@noriyuuart) e a Maru (@chibimaruyuu) do Hato Poppo Studio (@hatopoppostudio) para uma entrevista exclusiva! ♡♡♡ Apertem os cintos e viagem conosco nessa aventura repleta de cores ♡♡♡


Quando você conheceu o K-Pop? E quando começou a se aventurar pelo universo das ilustrações? Como surgiu a união desses dois mundos na sua vida?

Nori: Conheci K-Pop através do canal Animax por volta de 2006. Lembro que passavam MVs durante as pausas comerciais ou no período entre programações. Na época, o grupo The Grace estava debutando no Japão (sob o nome Tenjo Chiki) e, assim que assisti o MV delas, sai pesquisando informações sobre e acabei descobrindo que eram coreanas e não japonesas. A partir daí entrei em contato com o mundo do K-Pop.

Quanto à ilustração, acho que minha resposta vai ser bem clichê. Fui uma criança bastante calma e desenhar sempre foi um dos meus passatempos preferidos. Acredito que a vontade de aprender a desenhar veio daquilo que eu consumia na época: filmes animados, cartoons e livros ilustrados.

A união dos dois mundos ocorreu logo que comecei a me familiarizar mais com K-Pop, talvez mesmo em 2006 ou 2007. Eu tinha uma amiga na escola que também gostava de desenhar e logo entrou no universo do K-Pop comigo. Na época, se não me engano, Big Bang, TVXQ e The Grace estavam na moda e lembro que eu e ela criamos um grupo de personagens originais idols inspirados nesses poucos grupos que conhecíamos. Ainda devo ter os rascunhos desses personagens guardados em algum lugar.

Maru: Gosto de desenhar desde sempre, o primeiro curso que fiz de desenho foi em 2006 e nessa época conheci a banda de K-Pop Tohoshinki, mas na verdade o primeiro contato foi pelas músicas japonesas deles. Desde então as bandas coreanas sempre me inspiraram quando vou ilustrar.

O que mais te chamou atenção no K-Pop? Isso te levou a desenhar os K-idols e/ou usá-los como referência?

Nori: A primeira coisa que notei foi a qualidade dos MVs e a dança. Lembro bem que depois de ver o MV japonês de Boomerang do The Grace eu quis imediatamente assistí-lo novamente e aprender a coreografia.

Como falei anteriormente, os grupos de idols dessa época acabaram servindo de referência para os personagens originais que eu e minha amiga criamos. Não acho que foram os MVs em si que me influenciaram a desenhar idols ou criar personagens com estética de idols, mas sim todo o conceito por trás desses artistas. Era fascinante ver um grupo de pessoas bonitas e talentosas cantando e dançando de forma sincronizada enquanto usavam roupas estilosas. Estar exposto a esse mundo era quase um grito de inspiração.

Hoje em dia continuo criando personagens originais idols com amigos que também são ilustradores.

Maru: Os MVs bem produzidos, os looks estilosos e a músicas que ficavam na cabeça fez me interessar cada vez mais em grupos. Como 2ne1! Elas sempre me inspiraram muito, principalmente os estilos de roupa, cabelo e maquiagem.

Quais são as inspirações no K-Pop que você utiliza nos seus desenhos/ilustrações?

Nori: Desde a onda hallyu, surgimento das redes sociais e da popularização do YouTube, ficou tão mais fácil estar em contato com K-Pop e a cultura coreana em geral que é quase possível dizer que tudo acaba servindo de inspiração de certo modo. Mas se eu tiver que apontar referências mais diretas seriam o design e a moda coreanos.

Maru: Como o que eu mais gosto de desenhar são pessoas e me interesso muito pela moda coreana, o que mais me inspira do K-Pop é o estilo de roupa que os idols usam nos MVs e apresentações.

 

Atualmente, quais são os seus grupos favoritos e por quê?

Nori: Acho que só tenho um grupo realmente favorito que é o Red Velvet. Além de terem vocalistas incríveis e uma coletânea musical bastante eclética, as integrantes parecem ser legitimamente próximas e autênticas. Realmente amo também o trabalho da equipe responsável pelo design dos álbuns delas. Outros grupos que gosto bastante são: Iz*one, Seventeen e TWICE.

Maru: Atualmente eu gosto muito do grupo Red Velvet e da Sunmi, elas sempre lançam músicas gostosas de escutar e MVs com uma estética maravilhosa! E como fiquei um período sem me atualizar no K-Pop, estou conhecendo outros grupos novos como IZ*ONE e Cherry Bullet que também são o tipo de grupo que costumo me interessar.

Quais músicas do K-Pop você costuma ouvir enquanto desenha? Indique uma música para a nossa playlist “Rabiscando ao som de K-Pop”!

Nori: Vixe, ao mesmo tempo que eu sinto que eu ouço várias, também sinto que acabo sempre escolhendo as mesmas. De forma mais expressiva acho que sempre escuto “Peek-A-Boo”, “Blue Lemonade” e “About Love” do Red Velvet, “Not That Type” do Gugudan, “Mansae” do Seventeen, “Short Hair” do AOA, “Get It” do Pristin V e, atualmente, ando viciado em “Ayayaya” do Iz*one. E é tão difícil indicar uma música, mas acho que minha favorita de escutar, dentre as mencionadas, enquanto desenho é “Peek-A-Boo”.

Maru: Quando estou desenhado, dou preferência para as músicas mais de boas como o mini-álbum “Warning” da Sunmi ou uma outra música dela que gosto muito, a “Full Moon”. Para a playlist recomendo “Trouble” do Exid, que é uma música em japonês muito boa que posso escutar em looping eternamente~

 

Se você pudesse viver dentro de algum MV, qual você escolheria e por quê? Leve em consideração o universo e a estética!

Nori: Acho que “Excuse Me” do BESTie. Colorido, retrô, povoado por homens belos e gays e com um óculos que dá pra você ver os homens belos se pegando. Seria o mundo perfeito!

Maru: Bem difícil escolher um MV só… mas acho que ficaria no universo de “Russian Roulette” do Red Velvet~ É uma das minhas músicas favoritas delas e o MV é todo fofo em tons pasteis que eu amo demais!


Nós estamos super soft após esse bate-papo maravilhoso com os incríveis ilustradores do Hato Poppo Studio! Não se esqueça de dar todo amor do mundo ao Nori e a Maru no Instagram deles (só clicar nas imagens abaixo ♡) e também no Instagram do Hato Poppo Studio (clica na imagem lá em cima pra encher eles de amor ♡). E fiquem ligados na K4US que logo mais teremos outros artistas K-Poppers aqui, hein? 😉


Não se esqueçam de conferir nossa playlist Rabiscando ao Som de K-Pop no Spotify com várias músicas já selecionadas por nós e pelos ilustradores! Pegue seus materiais e vamos colorir ouvindo grupos icônicos ♡♡♡

Entrevista por Guigo @ Equipe de redatores da K4US
www.k4us.com.br | Por favor, não usar o texto e imagens sem créditos.

compartilhe este post:
Guigo
Postado por
Guigo
Oi, eu sou o Guigo! Tenho 19 anos e gosto muito de desenhar. Meu sonho é um dia conseguir produzir uma webcomic com minhas histórias e compartilhar meu trabalho com as pessoas. Também sou a própria Dory: vivo esquecendo as coisas. Conheci o K-Pop em 2015 com o grupo 2NE1 e mergulhei de cabeça nesse mundo sem pensar duas vezes. Atualmente sou ReVeluv e Yeri biased roxo de carteirinha, divulgando sempre os hinos maravilhosos do Red Velvet!
Arquivado em: Entrevista, Exclusivo, KPOP