26
03
20

Título: 검색어를 입력하세요: WWW | Search: WWW

Ano de produção: 2019

Data de estreia: 05/06/2019

Gênero: Amizade, Negócios, Comédia, Drama

Número de episódios: 16 episódios de 70 minutos

Diretores:  Jung Ji-hyun e Kwon Young-il

Roteirista: Kwon Do-eun

Emissora: tvN

Elenco: Lim Soo-jung, Lee Da-hee, Jeon Hye-jin, Jang Ki-yong, Lee Jae-wook, Ji Seung-hyun

Média de avaliação no MyDramaList: 8,7

Onde assistir: Viki

Sinopse: Este drama trata dos conflitos, vitórias e perdas que se experimenta ao trabalhar. Ele seguirá a história de mulheres do século XXI, que optaram por não serem esposa ou mãe e trabalhar com sucesso sem discriminação ou impedimentos. Bae Ta-mi trabalha como diretora de uma grande empresa de portais da web. Ela tem 30 e poucos anos e é bastante competitiva. Com sua competitividade, Ta-mi desfruta de sucesso. Os métodos que ela usa para vencer a fazem pensar se ela está fazendo a coisa certa com sua vida. Ela sacrificou muito de sua vida pessoal para ter sucesso?

(Sinopse retirada do site MyDramaList)

 

 A História

O k-drama inicia-se com Bae Ta-mi começando sua rotina diária. Ela anda pelo seu bairro, pega o metrô e vai para o trabalho, sempre observando as pessoas ao redor, a fim de descobrir qual portal da internet elas usam em seus celulares. Tudo parecia estar como sempre foi, menos por um detalhe.

A personagem, interpretada pela atriz Lim Soo-jung, é uma especialista em tecnologia, que trabalha como diretora de um portal de buscas da internet, a Unicon. Por anos, seu objetivo tem sido tornar a Unicon o maior portal da história do TI (Tecnologia de Informação). Todo esse tempo dedicando-se na empresa, a fizeram sentir orgulho de si mesma.

O mundo de Bae Ta-mi desmorona, quando é enviada para um tribunal, representando a Unicon. Por conta disso, a protagonista é demitida, por uma estratégia de sua chefe — e amiga. Sua superior, chamada Song Ga-kyung (Jeon Hye-jin) é CEO da Unicon, cargo conquistado com muito sacrifício e abdicações ao longo de sua vida. Quando o processo cai em suas mãos, ela encontra-se sem saídas, sacrificando sua funcionária e antiga amiga, Ta-mi.

Indignada com sua demissão e totalmente desolada, Ta-mi aceita uma proposta de trabalho na Barro, portal de internet rival da Unicon. Com um novo objetivo em mente, vingar-se de Ga-kyung, Ta-mi toma a decisão de dedicar-se totalmente a Barro, para torná-la o portal da internet número um na Coréia do Sul, desbancando a Unicon.

Em seu novo emprego, Ta-mi encontra novos desafios, dentre eles adaptar-se a um novo sistema de trabalho, além de lidar com alguém que não suporta sua presença, a também especialista em tecnologia, Cha Hyeon.

Hyeon (Lee Da-hee) é diretora da Barro e também dedicou anos de sua vida ao trabalho. Sua rotina toma rumos diferentes, quando o presidente da Barro decide formar uma nova equipe. O objetivo dessa nova equipe, liderada pela recém contratada Bae Ta-mi, é tornar a Barro o portal da internet número um do país. No decorrer do k-drama essa, diferente equipe atravessa um caminho conturbado com diversos desafios e embates, ao tentarem alcançar seu objetivo.

Ao longo da história, muitas coisas mudam na vida das três protagonistas e, junto com elas, questionamos suas personalidades, opiniões e o caminho que percorreram até então, nos fazendo pensar se valeu a pena todo o sacrifício feito pelas três. Em meio a tudo isso, Ta-mi, Hyeon e Ga-kyung encontram um refúgio onde não esperavam: no amor, em suas diversas formas.

A medida que os embates tornam-se mais acirrados e os desafios cada vez mais impossíveis, uma grande amizade se desenvolve entre os funcionários da equipe da Barro e um grande império começa a se dissolver dentro da Unicon. No fim das contas, a grande guerra não é entre as duas grandes empresas, mas sim uma guerra pela verdade. 

 

As Personagens

 

Bae Ta-mi: Interpretada por Lim Soo-jung, Ta-mi é uma mulher extremamente ambiciosa e competitiva. Com essas duas qualidades, ela alcançou o sucesso e construiu uma carreira sólida como especialista em tecnologia. Muitas vezes sem escrúpulos, ela sempre mantém seus olhos voltados para seus objetivos. Com uma nova equipe de trabalho Ta-mi é chamada a repensar algumas de suas atitudes. 

 

Song Ga-kyung: Vivida pela atriz Jeon Hye-jin, Ga-kyung é uma mulher muito forte, que desde cedo fez muitos sacrifícios pela sua família e pela sua carreira. Mesmo sendo CEO de uma grande empresa, a protagonista ainda é uma mulher infeliz. Quando as coisas passam a fugir de seu controle, decisões extremas precisam ser tomadas e sua consciência a cobra por tudo que abdicou: será que valeu a pena?

 

Cha Hyeon: A atriz Lee Da-hee da vida a Cha Hyeon, um grande exemplo de independência. Com uma carreira sólida em uma empresa de Tecnologia da Informação, uma rotina de skincare bem definida, treinos de Jiu-jitsu e um coração de fangirl batendo em seu peito, Hyeon não precisa de mais nada para ser feliz. Mesmo quando as coisas não vão do jeito que queria, a personagem não se abala. Sua vida é completa.

 

Opinião 


Search: WWW é daqueles k-dramas que chega como quem não quer nada, e te surpreende com um enredo envolvente composto  de personagens cativantes. 

O enredo se inicia com uma bomba: a Unicon, portal de pesquisas da web, está sendo acusado de manipular a opinião pública, adulterando seu ranking de buscas. A partir desse momento, até o último episódio somos convidados a questionar a ética, o compromisso com a verdade e a responsabilidade das grandes empresas e das pessoas que trabalham com a internet. 

Por ser um meio de comunicação novo para a sociedade e ainda estarmos descobrindo tudo o que a internet pode nos oferecer, aparentemente não há limites para o que se pode fazer com ela. Assim, a todo o momento a história nos leva a refletir sobre o que é certo e o que é errado. A cada nova situação somos convidados a pensar: só porque algo é considerado certo para um, não significa que será considerado certo para o outro; o que pode parecer errado para uns, pode ser o certo para outros. 

Mesmo com esse enredo carregado de seriedade, Search: WWW contém muita comédia, amizade e um pouquinho de romance para aquecer os corações, mas sempre deixando claro a importância do assunto central da trama.

A comédia leve nos traz paz e nos deixa com um riso frouxo. Nas amizades, temos nossos amados momentos girl power, que são realmente memoráveis dentro do plot. O romance é retratado a todo momento com um “extra” dentro da vida das personagens principais. 

Juntamente com todo o debate acerca da internet, o k-drama também nos aponta, de forma sutil, outra questão cada vez mais importante nos dias atuais: o ambiente de trabalho. Apesar da Unicon e da Barro trabalharem no mesmo ramo, suas formas de lidarem com o público e  com seus funcionários são completamente diferentes. 

A grande jogada do plot é descobrirmos isso aos poucos junto com a personagem Ta-mi, durante sua transição entre ambas as empresas. É quando conhecemos a Barro mais de perto, que notamos a grande diferença entre as empresas: na Barro é possível ver que os funcionários estão felizes com o que fazem, já na Unicon não. Talvez você questione “de que adianta isso se a Barro está sempre atrás da Unicon na preferência dos usuários?” E é ai que eu te digo: a diferença está na base. 

A base da Unicon é o poder sobre o mercado, por essa razão eles são capazes de sacrificar seus mais fiéis funcionários. Quem se sentiria seguro nesta empresa? Já na Barro, a base são as pessoas, desde seus funcionários ao seu público. Todos são levados em consideração na hora das tomadas de decisões. Que funcionário não se sentiria seguro nessa empresa?

Enquanto a base da Unicon é instável — podendo durar muito tempo, mas que um deslize pode acabar com a empresa —, a base da Barro é mais duradoura — mesmo em crise seus funcionários não a abandonariam, por realmente sentirem-se parte dela, dedicando-se para recuperá-la. 

Outro ponto que merece ser destacado é a rivalidade feminina que, neste drama, é ligado à rivalidade profissional entre funcionárias das empresas, independente de suas personalidades e vidas pessoais. Apesar de todas possuírem atritos entre si, a medida que a história vai se desdobrando,  as personagens desenvolvem uma grande amizade e companheirismo.

A grande beleza, além de toda a seriedade e relevância dos temas abordados, é enaltecer as mulheres. Mostrar que elas podem ser muito mais do que o papel atribuído pela história da sociedade: elas podem ser muito mais pelo simples fato de quererem ser. Não precisam ser mães ou esposas, para serem consideradas grandes mulheres. Podem ser grandes por si só. 


Texto por Letícia | Equipe de redação da K4US
www.k4us.com.br | Não remover sem os devidos créditos.

 

compartilhe este post:
Leticia
Postado por
Leticia
Dorameira, potterhead, estudante, viciada em doce e não aceito rolê sem comida. Muito distraída e com a imaginação fértil, sou bem tímida no início, mas quando me empolgo é difícil desligar, fácil de agradar, me chama pra tomar um sorvete que você vai ver uma pessoa feliz.
Arquivado em: Dorama, Entretenimento, Review