23
07
19

De covers a colaborações internacionais, o grupo promove a mistura de culturas através de suas músicas e encontros. E com “Give Me More” não é diferente.


Já faz algum tempo que artistas do mundo todo flertam com a sonoridade latina, seja por meio dos instrumentos típicos ou pela incorporação do idioma espanhol. No entanto, nunca antes esse gênero musical esteve tão em alta. Independente do país, as músicas com esse tipo de influência estão em inúmeros charts ao redor do mundo.

Seguindo essa tendência, é claro que o K-Pop não ficaria para trás. Um dos grupos que adotou essa linha foi o VAV, que desde o single “Señorita” vem aderindo a essa onda, incluindo tanto sonoridade quanto a língua espanhola em suas músicas. A faixa ainda traz mais desse apelo multicultural, considerando que é uma versão da música de mesmo título interpretada pelo rapper alemão Kay One e foi produzida pelo também alemão Stard Ova em colaboração com o sul-coreano Ryan S. Jhun. A receita funcionou tão bem que o MV de “Señorita” foi recorde de views do grupo no YouTube, deixando o single em 62º lugar entre os vídeos de K-POP mais assistidos em 2018. 

Em 2019 o VAV volta a investir nas combinações multiculturais através do novo single, “Give Me More”, reafirmando sua relação de afeto e trabalho com nosso continente. Apesar de ainda não ter rolado uma collab com artistas brasileiros – o que seria bem interessante de vermos -, dessa vez o VAV formou um time com o cantor porto-riquenho De La Ghetto e o vencedor de Grammys DJ Play-N-Skillz, para trazer mais faixas trilíngues – além da versão do MV, o single conta ainda com duas versões ainda mais poliglotas da música. 

A utilização da musicalidade latino-americana, frequentemente referenciada como algo festivo e quente, é basicamente a combinação ideal para entregar o conceito de verão. A equipe culturalmente diversificada e o encontro da música coreana e latina se faz evidente ao longo do MV e através da sonoridade de “Give Me More”, acolhendo as particularidades de ambos os gêneros, e trazendo um conjunto diferenciado. Contribuindo um pouco mais para essa miscelânea cultural de “Give Me More”, as fotos conceituais, divididas entre as versões “Fiesta” e “Summer”, mostram os integrantes na praia de Bohol, nas Filipinas.

A dimensão desse interesse que o grupo tem pelo ritmo latino não surgiu do nada. Em entrevista à K4US no início de 2019, Baron explicou que o motivo reside no boom de músicas latino-americanas que o mundo vem presenciando. Segundo ele, a incorporação desses elementos pode facilitar o acesso do público em conhecer e gostar das músicas do grupo.

Além dos singles lançados pelo grupo, a conexão VAV-América Latina se fortalece de outras formas. Recentemente, o intercâmbio rolou através de um vídeo que o grupo gravou  para o canal ZanyTv em parceria com o girl group latino Belladose, no qual os dois times participaram um desafio musical muito divertido e ainda aprenderam as coreografias alheias. Em outro vídeo para o mesmo canal, os integrantes comentam as lembranças marcantes de passagens por países da América Latina. 

Leia mais: VAV em São Paulo foi euforia e gratidão

O VAV já esteve no continente duas vezes, passando pelo Brasil em ambas as ocasiões, sendo a primeira em janeiro de 2018 e a segunda em fevereiro de 2019. Segundo o próprio VAV, essas visitas ao Brasil e a países vizinhos ajudam na construção de todo esse conceito, já que os meninos foram influenciados pela resposta positiva dos fãs em relação aos covers de músicas latinas que performam durante as turnês. Da primeira vez que vieram ao Brasil, por exemplo, os meninos foram de cover de Havana, da cantora Camila Cabello, a brincadeiras com funk nos palcos. E fizeram bonito. Resta saber quando os VAV irá desembarcar por aqui para uma collab Brasil-Coreia.


Texto por Bea Bru | Equipe de redação da K4US@ Não remover sem os créditos
www.k4us.com.br

compartilhe este post:
K4US
Postado por
K4US
K4US - Korea For Us. Um portal de opinião e entretenimento, alimentado por um time pesado de kpoppers e dorameirxs, dispostxs a falarem abertamente sobre vários aspectos da cultura coreana.
Arquivado em: KPOP, Opinião