05
06
19

Tivemos a maravilhosa oportunidade de entrevistar Navinci, um artista intenso e único. Uma experiência tão mágica e bonita que nos enche de alegria poder compartilhar com você, nosso querido leitor, as palavras doces e encorajadoras de Minsung. Nessa entrevista Navinci apresenta um pouco de si mesmo, conta suas experiencias pessoais e visão da vida, além de dar conselhos sobre como expressar-se por meio da dança. Desfrute!

QUEM É NAVINCI?

Navinci é o nome artistico de Kim Min Sung (김민성), anteriormente conhecido também por Hansol (ex-integrante do ToppDogg). Nascido em 15/06/1993 em Busan, Coreia do Sul. É um dançarino, coreografo e professor de dança. Atualmente ele atua no 1997 DANCE STUDIO como professor de dança. Sua especialidade é o estilo vogue japonês. Seu fandom chama-se “Butterfly” e seu nome artistico “Navinci” é junção de Da Vinci e Borboleta, atribuindo o significado de ‟Eu vou fazer uma linda pintura com Borboletas”. Hoje em dia ele também atua como youtuber no canal ː음아. Confira abaixo um dos videos do Navinci no Studio:

Instagram | Facebook | Youtube

Nós falamos resumidamente informações sobre o artista, mas queríamos saber quem é Navinci de acordo com suas próprias palavras, então fizemos um jogo rápido para que Minsung respondesse sobre si mesmo com a primeira coisa que viesse a cabeça.

POP GAME

Um sonho para realizar: Quero ver e ouvir com imparcialidade o mundo da forma como ele é, e fazer outras pessoas olharem as cores bonitas do mundo. Eu quero compartilhar essas cores com outras pessoas e viver uma vida de aprendizado.

Minha maior qualidade: Não consigo me lembrar…

Meu pior defeito: Eu preciso ser mais ambicioso 🙁

Uma saudade: Não sinto falta de nada. Eu gosto do jeito que tudo está agora.

Como você se define: Paleta de cores

Anteriormente, Navinci era um integrante do grupo ToppDogg e já esteve no Brasil em 2015 junto dos outros integrantes. Ele nos conta honestamente que teve algumas preocupações sobre quando decidiu abandonar a vida de ídolo de kpop se tornar um dançarino profissional. Relata que tinha medo de que os fãs não pudessem mais amá-lo só pela dança. “A dança era um mundo diferente para mim. Eu senti dificuldades e fiquei vagando por esse novo mundo”, conta o artista.

“Quando comecei a me estabelecer neste mundo, muitos fãs, que gostavam de mim como um ídolo, partiram”. Perguntamos como ele se sentia em saber que os fãs brasileiros ainda o amavam mesmo com sua mudança de atuação profissional, e se ele sabia que novos fãs surgiram no nosso país por causa da sua dança. A resposta foi clara: “Ainda há muitas borboletas, que me apoiam”. Referindo-se aos fãs como borboletas, ele explica que algumas pessoas ainda permanecem ao seu lado e o apoiando, não importa o que ele faça. Muitos dançarinos profissionais e fãs (antigos e novos) gostam do novo estilo de dança de Navinci. “Eu sou grato por tê-los todos presentes no caminho que estou trilhando”, enfatiza.

A performance de dança que o artista exerce hoje é bem diferente do que fazia em grupo com o ToppDogg. Navinci explica que na época de ídolo de kpop, todos integrantes tinham restrições a respeito de dança, canto e comportamento, mas que tanto ele quanto os outros membros sempre fizeram tudo com verdade e usando todo seu coração. “Naquela época, eu sempre fui quem eu realmente era. E agora, eu estou me desenvolvendo naturalmente”, afirma sobre a mudança, mostrando que está em constante evolução, sempre se mantendo fiel a si mesmo.

Navinci relata que percebeu que sua vida seria trilhada pela dança quando estava passando por dificuldades aos 24 anos (cerca de 3 anos atrás) e conseguiu se livrar do estresse que estava vivendo após criar sua própria coreografia. Assim ele começou a fazer sua carreira na dança. Ao ser questionado sobre o significado da dança em sua vida, ele nos responde que “é algo que me leva para outro mundo, e para outra parte de mim mesmo”.

Em agosto Navinci pisa em terras brasileiras para uma tour do seu Workshop de dança “Navinci N Diary”, passando por Recife, Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo. Além das aulas de dança, ele fará sessões e fansign e tirará selfies com quem adquirir o fan-event. São Paulo, em especial, irá receber um fanmeeting. Os eventos acontecem de 17 a 25 de agosto, e os ingressos podem ser adquiridos aqui. Na nossa matéria NAVINCI CHEGA AO BRASIL EM AGOSTO você encontra maiores informações sobre cada fan-event, workshop e valores.

Aparentemente Navinci tem boas lembranças do Brasil. “Seria a minha segunda visita ao Brasil, daquela vez me senti tão livre e cheio de energia. Gostaria de sentir o poder único e amigável do Brasil novamente”. Nós sabemos que o Brasil é um país que sempre marca os artistas coreanos.

Pensando na ligação forte que o artista tem com os fãs (já que ele demonstrou preocupações e que suas “borboletas” tem um papel importante em sua vida) perguntamos se ele se lembrava de alguém ou alguma situação em especial envolvendo algum de seus fãs para nos contar. Ele relata que uma fã que sempre fez desenhos a partir de suas fotos o encontrou durante um workshop de dança e lhe presenteou com um álbum com os desenhos que ela havia feito ao longo do tempo até então. “Eu sempre a reconheci por causa dos traços únicos que ela faz nos desenhos”, ele lembra com carinho.

Então fãs brasileiros, esse é o momento de vocês surpreenderem novamente. Acima Navinci contou uma lembrança marcante com uma fã (não é brasileira). Sentimos que os fãs brasileiros tem total poder e criatividade para fazer com que o artista tenha novas boas, fortes e emocionantes lembranças. Queremos que ele nos conte relatos sobre o Brasil numa próxima entrevista. Seria incrível, não é mesmo?

Já que Navinci está levando sua dança e mensagem para diversas pessoas ao redor do mundo, perguntamos quais conselhos ele deixaria para pessoas que assim como ele, gostariam de se expressar por meio da dança. A dica também fica para as pessoas que irão participar dos workshops Brasil a fora e querem impressionar o artista. Na integra, seu conselho é: “O que você expressa é o que você tem dentro de você, não tenha medo e apenas expresse isso. Isso não é algo diferente, não é algo assustador, nada diferente do padrão. Fighting!”

Provavelmente Navinci está bem ansioso para conhecer seus novos aprendizes de dança. Aos que ja garantiram seu ingresso, sugerimos que se entreguem de corpo e alma, e sigam os conselhos do artista. Aos que ainda não reservaram ingresso, estão esperando o que meus amores? Não perca mais tempo, e bora conhecer esse dançarino incrível, sensível, singular e apaixonado.

Agradecemos a Kpop Kingdom pela oportunidade de entrevistar Navinci!


Entrevista e tradução por Bea Chugga| Equipe de redação da K4US
Não remover sem os créditos | www.k4us.com.br

compartilhe este post:
K4US
Postado por
K4US
K4US - Korea For Us. Um portal de opinião e entretenimento, alimentado por um time pesado de kpoppers e dorameirxs, dispostxs a falarem abertamente sobre vários aspectos da cultura coreana.