21
08
18

Olá kaóticos!

A gente pode não saber falar nada de coreano e cantar a letra da trilha sonora toda errada mas, inevitavelmente, as dorameiras mais aficionadas acabam conhecendo certas expressões, onomatopeias e palavrinhas recorrentes que dispensam a legenda. Quem nunca deixou escapar um “aish” sem querer que atire a primeira pedra!

Bom, aqui está uma lista com algumas dessas expressões! Se você reconhecer todas é porque já está presa no buraco dos doramas e não tem mais volta!

  1. HAJIMA! (ou kajima!)


    Quando o cara puxa a mocinha pelo pulso pode mandar um “hajima” e ainda por cima um hadouken.

    Agora, sabe aquela parte no fim de ~alguns~ doramas em que a protagonista resolve ir passar uns anos no exterior? O “kajima” é pra essa situação!

    A diferença é que o “ha” do hajima significa “fazer”, enquanto “ka” (ou “ga”) signfica “ir”. “Jima” é a negativa do verbo. Então, hajima = “não faça isso” e kajima= “não se vá”.

  2. Michino?


    Quando alguém fala mal do seu dorama favorito… MICHINO?

    Muitas vezes pronunciado pra parecer mais com “bichino”, essa expressão serve pra dizer a alguém (ou a si mesmo) que está doido de pedra. Funciona melhor se acompanhada, como no gif, de batidas na cabeça.

  3. Chincha?


    Aquele plot twist super inesperado já no penúltimo episódio do dorama, sabe? Você achou que estava tudo bem, que as confusões já tinha se resolvido, aí do nada explode uma bomba! …Chincha?

    “Chincha” provavelmente é a expressão mais versátil dessa lista. Pode ser usado pra surpresa, ironia, ou pra enfatizar que algo é muito bom ou que você realmente adora tal coisa ou determinada pessoa. As traduções variam entre “realmente”, “sério” e “muito” ou “demais”, dependendo do contexto.

  4. Annyeong!

    Oi lynda, turubom?

    Conhecidíssimo pelas dorameiras e kpoppers de plantão, o “annyeong” pode ser aquele oizinho ou tchauzinho simpático. Também é bastante comum em sua forma completa, o “annyeonghaseyo” (mas esse só serve pra “oi”, ok?)

  5. Daebak!


    Você está assistindo um dorama que se passa na era Joseong e o protagonista vence o vilão numa super luta de espadas… Daebak!

    Não basta ser legal, tem que ser mais do que isso pra ser daebak! Tipo nossas daebaklists aqui da k4us, que são com certeza muito daebak!

  6. Ottoke?


    A internet não está colaborando com sua maratona de doramas… ottoke?

    Essa expressão pode ser bem viciante, e ela gruda na cabeça! É aquele momento de dúvida em que você não sabe mais o que fazer e não vê uma saída. Em português, nós não temos só uma palavrinha pra traduzir “ottoke”, mas a expressão “e agora, José?” é mais ou menos isso…

  7. Aish! (e aigoo)

    Tava tudo indo tão bem, porque esse vilão tem que ficar atrapalhando? Aish!

    As onomatopéias mais utilizadas nos doramas são provavelmente “aish” e “aigoo”. Servem para acompanhar uma centena de emoções. Podem ser de raiva, decepcionadas, ou usadas num momento de frustração. De qualquer jeito, costumam vir acompanhadas de uma expressão facial que traduz bem o sentimento e dispensa legendas.

  8. Babo


    Essa se aplica a nós mesmas, sofrendo feito babo pelos olhinhos puxados…

    Pode ser dito de forma carinhosa, (do tipo, “ai, seu bobinho!”) ou só pra chamar alguém de idiota. Mesmo assim, não é um xingamento dos mais ofensivos. Imagina chegar pro vilão do dorama e falar: SEU BOBO! Não dá, né?

  9. Gunbae!


    Um brinde aos nossos tão amados doramas!

    As garrafinhas verdes de soju espalhadas em cima da mesa, ou aquelas latinhas azuis da cerveja Cass, são clássicos de todos os doramas. O brinde: gunbae!

  10. Saranghaeyo <3

O momento mais esperado do dorama! Quem não pula no sofá, chora ou berra na hora do “saranghaeyo”? Dispensa comentários!

E aí, quantos desses você conhece? E qual expressão faltou nessa lista? Queremos saber!

Nos vemos na próxima Daebaklist!

Saranghaeyo!! <3

Leia também:

compartilhe este post:
Lýssa
Postado por
Lýssa
Viciada em mitologia grega, fic-writer, Taehyung ultimated, Slytherin, publicitária, e futura jornalista. Adora nuvens fofinhas, unicórnios, livros de assassinato, cantar no chuveiro e falar sem parar – mesmo que às vezes solte alguns impropérios.
Arquivado em: Daebaklist